Orçamentos Participativos em discussão em Castro Verde

Orçamentos Participativos em discussão em Castro Verde

Partilhar é apoiar!

O Gabinete de Estudos organizou no passado sábado, em Castro Verde, uma sessão de esclarecimentos sobre o Orçamento Participativo.

 

Salientar as boas práticas, ouvir os especialistas e perceber que exemplos replicar deram o mote à discussão.

 

Como membros do painel constaram a Telma Guerreiro, Vereadora do Município de Odemira; Rosalinda Pimenta, Vereadora do Município de Mértola e Tiago Mestre Mamede, Técnico Superior do Munícipio de Castro Verde.

 

Esta sessão contou com a presença do Deputado Pedro do Carmo, do autarca local António José Brito, e do coordenador do Gabinete de Estudos, Rui Marreiros.

 

Os orçamentos participativos são uma importante medida de democracia direta. A cada quatro anos os eleitores escolhem os seus eleitos e delegam neles a sua representação democrática. Os orçamentos participativos vêm aproximar a decisão do eleitor e deixam para trás esse grande espaço temporal em que quem vota tem pouco ou nada a dizer.

 

É possível escolher que projeto o erário público deve apoiar. De uma forma direta, sem depender dos decisores políticos, e foi esta política pública que o Partido Socialista do Baixo Alentejo pretendeu aprofundar.

 

No Alentejo, Odemira é um concelho exemplo na aplicação da medida, Mértola está na sua primeira edição e em Castro Verde realizar-se-à pela primeira vez no próximo ano.

 

Dar o poder de escolha aos cidadãos, deixar a democracia funcionar e contemplar verbas para decisões coletivas são boas práticas governativas e o Partido Socialista estuda os bons modelos e a sua aplicabilidade, esta sessão foi disso exemplo.

Deixe o seu comentário